«

»

abr 29 2012

Imprimir Post

Protocolo OSPF – parte 5

Olá pessoal,

  Como mencionado anteriormente, vamos continuar com a nossa sequencia de post relacionado a OSPF. Nesse post iremos tratar sobre os tipos de LSAs existentes dentro do protocolo OPSF.

 Devido ao fato de existir nomenclaturas e funcionalidades diferenciadas entre o ABR e ASBR os LSAs tem um papel importante dentro do entendimento de como as rotas são distribuídas dentro do protocolo OSPF, bem como a menção sobre os diversos tipos de áreas existentes dentro do OSPF.

 O LSA ( Link State Advertisement ) são pacotes que são distribuídos dentro das áreas OSPF com a funcionalidade de informar seus vizinhos sobre as redes e ao mesmo tempo fazer validações sobre o estado de cada rede ( alcançável e não alcançável ), ou seja, quando uma rede torna-se indisponível esses pacotes LSAs são inundados para que todos os roteadores tenham conhecimento sobre essa alteração de topologia.

  Baseado nisto vamos mencionar os tipos de LSAs existentes dentro do protocolo OPSF:

Tipo de LSAs
LSA Type Nome Comum Descrição
1 Router Um por router, listando RID e todas interfaces com endereço IP.
2 Network Um por rota de rede. Criado pelo DR em uma subrede, e representa a sub-rede e interfaces conectadas ao roteador para a sub-rede configurada.
3 Sumarização Network Criado pelo ABR para representar uma área do LSA tipo 1 e 2 quando sendo advertida dentro de outra área. Define os links ( sub-redes ) na área de origem e custos, mas não os dados de topologia.
4 Sumarização ASBR Como o LSA  tipo 3, exceto que anuncia uma rota usada para alcançar um ASBR. 
5 AS Externo Criado pelo ASBR para rotas externas injetadas dentro do OSPF.
6 Membros de grupo Não suportado pelo IOS Cisco.
7 NSSA Externo Criado pelo ASBR dentro de uma rede NSSA, ao invés de um LSA tipo 5.
8 Atributos Externos  Não esta implementado em roteadores Cisco.

   Gostaria de mencionar mais dois pontos relacionados as menções anteriores:

  • Transit Network:  Uma rede sobre a qual dois ou mais roteadores OSPF tem tornando-se vizinhos, então o trafego pode rotear de uma para a outra.
  • Stub network:  Uma sub-rede na qual um router não formou qualquer relação com o vizinho.

  Com isso podemos trazer alguns exemplos de topologia para qual temos a troca de LSAs entre os roteadores participantes do protocolo de roteamento OSPF.

 Neste exemplo podemos observar todos os tipos de área do OSPF, para qual temos específicos LSAs sendo divulgado ou transportado dentro das áreas. Devemos analisar a utilização do ABR, para qual vai transportar na maioria das vezes tipo 3 e tipo 5, e quando temos o ASBR iremos ter a inserção do tipo 7 dentro da área NSSA.

  Para a representação de propagação de LSAs segue abaixo um exemplo:

  Neste exemplo podemos observar o tráfego de tipo 2 e 1 dentro da área 3, para qual o ABR da área 3 com a de backbone ( área 0 ) está encaminhando tipo 3. O roteador ABR que esta fazendo a conexão com a área 4 esta divulgando rotas externas vindo da Internet ( tipo 4 e tipo 5 ), ou seja, estaria influenciado com as redes que são distribuídas como external 1 ou 2, e rotas vindo da area 3 como tipo 3 e bem como as redes vindo da área de backbone.

  Com base nessas informações os comandos de visualização dentro dos roteadores podem agora ajudar a resolver alguns problemas dentro do nosso dia a dia.

  Podemos observar mais alguns comandos para ajudar na validação e detecção dos problemas dentro do protocolo OSPF:

router#show ip ospf  border-routers

router#show ip route

router#show ip ospf

router#show ip ospf  interface [ id ]

router#show ip ospf neighbor

router#show ip ospf summary-address

  Dentro do conceito de LSA posso mencionar que devemos entender essa troca de LSA entre as áreas e os tipos de áreas no protocolo OSPF, para que posteriormente no design de uma rede OSPF essas particularidades não sejam esquecidas ocasionando erros e problemas dentro do protocolo de roteamento.

  Para o próximo post iremos tratar sobre as adjacências e vizinhos do OSPF com a menção de DR e BDR.

  Espero que tenham gostado e aguardo comentários. Smile1

Abs,
Rodrigo

Posts relacionados:


0
0

Link permanente para este artigo: https://ciscoredes.com.br/2012/04/29/protocolo-ospf-parte-5/

Deixe uma resposta